https://www.wook.pt?a_aid=62d5c4bb88cc5
top of page

Caminho de Solitude

Hoje gostaria de partilhar uma reflexão que escrevi à pouco, depois de uma caminhada mindful, pelos trilhos da Costa alentejana.

Passo muito tempo na minha solitude.

Não me sinto só, pelo contrário, adoro a minha própria companhia mas dou por mim a pensar, nas pessoas, amigos, conhecidos e familiares que fui deixando pelo caminho nestes 7 anos de despertar de consciência e trabalho interior de autoconhecimento, cura de traumas e crenças muito enraizadas.

Nesta viagem de regresso a casa, deixou de fazer sentido para mim ter muitos amigos, como quando andávamos no liceu e queríamos ser populares, aceites e validados.

A maioria deles já não me dizem nada e nada acrescentam.

Nunca me apoiaram nos meus projectos ou sonhos.

Nunca estiveram na primeira fila a torcer por mim, ou com um ombro amigo nas adversidades.

Não estamos no mesmo patamar de evolução ou ambição…

Não nos interessamos pelos mesmos livros, temas ou atividades.

No emprego, igual. Não me identifico com os meus colegas de trabalho, com os quais desisti de partilhar sonhos. Pois só ouvia a mesma lenga lenga desmotivadora;

De que estamos velhos para mudar, sonhar ou ambicionar uma vida melhor e mais alinhada tentar concretizar.

Muitos eram companhia de festas e folias apenas…

Muitos outros só procuram alimentar o seu Ego e não sabem sequer escutar, só falar, vangloriar dos seus feitos e enfim brilhar…

Hoje dei por mim a pôr em causa se seria eu que estava a ser radical demais…

Mas ouvindo a minha intuição, sei que às vezes temos de dizer não para que possamos seguir viagem mais leves.

Pois o maior propósito da vida é colocar propósito em tudo o que fazemos.

E isso inclui, pessoas, hábitos e rotinas.

Less is more = Menos é mais

Tenho fé, que um dia terei o meu peer group, pessoas alinhadas com os meus valores.

Pessoas que falam a mesma linguagem que eu, a linguagem do Amor.

Pessoas genuínas que dão sem esperar receber.

Pessoas que são colo, luz em dias cinzentos e onde me sinto em casa.

 

Até lá tenho o meu diário, companheiro que nunca abandono por nada deste mundo!





4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page